Wednesday, 15 October 2008

Existe Vida Após Casamento?




Casamento ou matrimônio/matrimónio é o vínculo estabelecido entre duas pessoas de sexos diferentes, mediante o reconhecimento governamental, religioso ou social e que pressupõe uma relação interpessoal de intimidade, cuja representação arquetípica são as relações sexuais.

As pessoas casam-se por várias razões, mas normalmente o fazem para dar visibilidade à sua relação afetiva, para buscar estabilidade econômica e social, para formar família, procriar e educar seus filhos e legitimar o relacionamento sexual.

Bem... essa seria a definicao copiada do Website Wikipédia e que com certeza faz sentido e seria perfeitamente simples e fácil de entender, porém na prática a coisa muda um pouco, é difícil ser casado, é uma tarefa simples, porém nós a tornamos complicada, é muito difícil ser uma pessoa e uma vida para cuidar, agora imagem duas pessoas, duas vidas diferentes, porém erroneamente tentando ser um só, essas sao as típicas frases de casamentos, "voces agora sao uma só pessoa" ahhahaahha BLA BLA BLA BLA. Muitos casais nao se entendem, ou se separam sem ao menos saber o porque, muitos falam "somos muito diferentes um do outro por isso nao deu certo" e realmente se separam por isso. Porque acreditam que o casamento deve ser perfeito, que os dois devem ser um só. E esse é o grande erro, enquanto todos pensarem em ser um só, nunca irao se entender mesmo... frases típicas após o casamento... "vem dormir comigo.." , "o que vamos comer?".. porém o que nao percebem é que sao duas pessoas diferentes, duas vidas diferentes, duas histórias diferentes, amigos diferentes, interesses diferentes, vontades, manias e percepcoes diferentes do viver, provavelmente nao vai ser todos os dias que terao sono nos mesmos horários, nem fome nos mesmos horários, até porque nao trabalham juntos, nao passam pelas mesmas coisas, enfim estamos falando de duas vidas, e essas pequenas cobrancas do dia a dia.. faz com que a relacao se desgaste dia após dia...Muitos se afastam de amigos de infancia, de colégio, e principalmente de amigos solteiros/as, pois agora somos casados hahaha.. porque voce precisa mudar completamente sua vida para satisfazer uma loucura chamada "casamento perfeito"..porque voce nao pode mais sair com sua amiga para tomar um drink? porque voce nao pode ir sozinha/o viajar por uns dias? Porque voce nao pode mais ter um tempo seu? Porque voce nao pode mais ficar conversando com seu velho amigo/a até tarde? Porque voce nao pode mais juntar suas amigas/os e irem todas/os dormirem juntos na casa de alguém como faziam antes..tomar um drink e conversar sobre coisas que viveram.. sonharam e hoje vivem..? Porque nao se pode falar "eu quero sair sozinho/a e voltarei mais tarde" ? Porque voce nao pode mais viver como era antes? Apenas porque agora voce é casado/a? Concordo que a partir de agora voce precisa dar certos esclarecimentos de onde voce vai, e mais ou menos quanto tempo voce demorará e ou etc, mas isso nao significa que voce nao pode.. voce apenas assinou um contrato de uniao, de repeito, de amor, de confidencia, voce nao assinou a "venda da sua vida".... Se voce nao aceita sua mulher sair com uma amiga dela para tomar um drink...olhar pra alguns homens e deixar ela se sentir bem, se sentir a vontade, se sentir livre, e se sentir com vida... entao porque voce casou? Ela ou Ele, nao DEVE e nem tem o direito de impedir ou proibir o parceiro/a de se divertir.. de dar risadas... de se sentir mulher , pois toda mulher sendo casada ou nao.. gosta de se sentir desejada, gosta de saber que alguém olha pra ela e a acha atraente, isso a faz sentir mulher e a faz sentir bem, e apenas isso, uma mulher ou homem criado em "cativeiro" com certeza nao vai durar.. e se durar.. serao um casal com frustracoes , receios, desconfiancas e com certeza terao problemas na educacao dos filhos, e terao uma vida com amargura e rancor, o destino será a farmácia, o hospital e a dor. E nao me chamem de exagerado pois eu tenho plena certeza que isso que escrevo aqui é real, até porque sou casado, e gracas a deus continuo casado porque meu relacionamento é o oposto desse aqui.
Voltando ao meu raciocínio....óbviamente dentro deste contexto existem inúmeros tipos de pessoas...existem os maridos que entram mudo e saem calados rsrs.. nao expoe suas opinioes, nao conversam com sua mulher, nao se abrem e quando tem algum problema ficam mais calados ainda e dizem que está tudo bem. Esses na minha opiniao sao machistas e sao assim simplesmente porque nao conhecem nem a si próprios para saber o que está acontecendo com eles, e óbviamente mesmo descobrindo nunca vao falar com suas esposas porque eles sao os machoes. Existem também as mulheres frustradas, vive um casamento de aparencia, esconde a realidade, faz pose, quer sempre dar a impressao que está tudo bem, quer mostrar que sao perfeitas...e no fim estao carregando um peso gigantesco nas costas..sao pessoas com muito verniz e pouca raíz... sao frustradas por serem assim e por dentro gostariam de mudar e nao conseguem.. quando arrumar um namorado.. ou o cara é muito ciumento, ou o cara é muito liberal e elas nao gostam, pois como sao desse jeito, elas precisam de alguem para sustentar as suas aparencias, pois tem que mostrar para as "amigas" que ele é perfeito, é liberal e ao mesmo tempo é preocupado. Nao pode ser Liberal e nem Ciumento, tem que ser um cara perfeito kkkk...o sonhos das mulheres, e claro bem sucedido.

A parte destes exemplos citados de pessoas.. se voce se enquadra no lado "quero alguem que me ame, me respeite, e cuide de mim" entao voce só precisa realmente aprender que casamento precisa de CONFIANCA; ACEITACAO; COMPANHEIRISMO; AMOR; FIDELIDADE e LIVRE ARBITRIO pois sao duas pessoas, duas vidas, duas histórias, dois gostos, dois jeitos, mas que dividem apenas um teto, e querem constituir uma família e serem felizes, desfrutando o que há de melhor, a liberdade de quando eram apenas namorados e ao mesmo tempo a responsabilidade e os compromissos assinados no contrato, que inclui respeito, amor, companheirismo entre outros... se conseguir isso.. bem sucedido ou nao... com muito dinheiro ou nao... voces serao pelo menos felizes e terao grandes chances de criarem excelentes filhos, livres de toda essa doenca que o outros casais carregam. Entao quando voce jogar o Buque.. na festa de seu casamento.. jogue ele com vontade de comecar uma vida de aceitacao e doacao..e lembre-se jogue o Buque....nao jogue sua vida..

Esse POST eu dedico a minha querida amiga, namorada,companheira e esposa, TARCILA....por entender minhas "loucuras" e meus sentimentos, por me ouvir falar durante horas na cama durante a madrugada como se eu fosse a mulher e ela o homem.. kkk... Obrigado por fazer da minha vida de casado feliz.


6 comments:

ANDRÉNANDI said...

bonito isso.

Keli said...

Sabemos muito sobre isso...hehe, não por experiencia própria, Graças a Deus.

Um dos problemas do casamento, é a própria sociedade quem faz, são as pessoas "acharem" que por serem casados deverão viver colados e fazer tudo juntos. Isso impregnou na cultura como sujeira na roupa... e nossas famílias serão as primeiras a cobrar a prestação de contas!

Phil said...

Agora ta explicado Keli, por isso vejo o Felipão na nigth direto rodeado de gatinhas. Eita Felipão de sorte

Keli said...

hauhahauhahauahhau PHILHAÇO!!

Tarcila said...

Obrigado Vida!
Fiquei surpresa com a citacao..mas nao com o conteudo!!!
Afinal, sao quase 8 anos juntos...aprendi essa tua teoria e na medida do possivel o nosso relacionamento esta cada vez mais saudavel...

beijos

Ju said...

Hummmmmm...Legal tua reflexão Fernando!
Concordo plenamente que este comportamento dos casais de manterem sua individualidade,apesar do casamento É O IDEAL...porem pra chegar neste ideal nossa missão terá que ser a superação de costumes e cultura de anos de subsmissão da mulher e de sadismo do homem que impregnou ha muitas gerações em nossa sociedade.
Que bom que Tu e a Keli "percebem isto" em tempo de se concientizar e mudar seus destinos no casamento.Pois se estão concientes terão como obrigação fazer suas rotinas de relacionamentos bem superior as que vivemos ainda hoje,isto é, restos mortais de geração anterior a de voces.
Relacionamentos são simplesmente complicados por não nos aceitarmos como somos e tambem não buscar aceitarmos o outro do jeito que ele é. Seria simples se ao nos aceitarmos,aceitariamos a individualidade do outro e assim não usariamos "pequenos golpes" diarios alicerçados em nossas inseguranças e em
relacionamentos "balanças" que um fica encima enquanto o outro está embaixo,usando as "fraquezas e vulnerabilidade do outro" para exercer o poder de dominação.Infelizmente muita chantagem emocional,muita vitimização,muito cinismo e principalmente muita utilizações de pessoas sendo envolvidas alheatóriamente para "nos ajudar a ter razão".Este de fato é um comportamento que temos que deixar de usar em nossos relacionamentos onde só deixam sequelas em muitos e muito pouco contribui para a saúde das pessoas.
Deixo ai meu comentario para servir tambem de reflexão de que a realidade "tão horrorosa" dos relacionamentos, infelizmente vivemos sucedendo-o sem a devida conciencia de transformarmos a mudança para melhor.Está evolução tem que ser diaria,constante e incansavel para que não aconteça através de nossas mascaras e de camarote acharmos que estes comportamentos só aconteçam com os outros.Tendo sim anos de convivencia,filhos e uma determinada maturidade,ai poderemos autoavaliarmos e ver se nosso resultado não é o mesmo de gerações passadas e antiquadas em nossa visão de hoje.
Antes de jogar o Buquê,temos uma fase mais complicada ainda que é "jurar fidelidade e viver na saúde e na doença até que a morte os separem"...sobre a fidelidade como disse Raul Seixas:" trai a mim mesmo quando jurei fidelidade".Raul ao falar isto,mostrou que anos após ter casado ele se concientizou de que ao ter jurado fidelidade ao outro ele traiu a si mesmo.Com certeza não teria jurado se soubesse realmente o que significava aquele juramento.
Quanto ao"...na saúde e na doença,até que a morte nos separe!"não deixa de ser tambem algo a se refletir profundamente,pois significa um comprometimento de jovens para o reto da vida onde tudo pode mudar a cada segundo,seja nossos sentimentos,conhecimentos,ou cultura.As palavras devem ter significados e serem proferidas por cada um de nós não como blefes e sim com responsabilidade conosco mesmo.E isto "o buraco fica bem mais embaixo".
To no segundo casamento e ainda não me conheço e nem me aceito o bastante para ter o desapego nescessario para não incorrer nos mesmos erros da cultura instaurada e que acabo utilizando vez ou outra.
Voces são jovens,quem sabe consigam com mais facilidade do que Eu!
Abraços
Ju